Blog

Contratação CLT ou PJ, qual é o melhor para minha empresa?

11 de agosto

O cenário econômico brasileiro vem sofrendo diversas transformações, que acabam influenciando em mudanças no mercado e formas de trabalho.

Muitos empresários estão optando por deixar de lado a contratação CLT e valorizam profissionais prestadores de serviços. 

Essa atitude não está sendo bem vista apenas por empresas, muitas pessoas encontram vantagens em mudar sua forma de contratação.

É claro que ambos os regimes tem seu lado positivo e negativo, entretanto cada empresa ou empregado deve avaliar seus objetivos e sua forma de trabalho para saber qual irá trazer mais vantagens.

Se você tem alguma dúvida ainda sobre qual é o melhor método de contratação para a sua empresa, acompanhe a leitura e saiba mais!

 

PJ – Pessoa Jurídica

O regime de pessoa jurídica precisa conter uma pessoa física responsável e uma finalidade, seja ela a prestação de serviços, produção ou comercialização de produtos.

O processo para conquistar o CNPJ e dar os primeiros passos como um PJ pode ser feito pela internet, a classificação do profissional para realizar a prestação de serviços será MEI (Micro Empreendedor Individual).

Confira as principais vantagens e desvantagens desse regime tributário:

 

Vantagens:

  • Não precisa arcar com despesas de contratação CLT, possibilitando negociar salários maiores;
  • Autonomia para horários, oferecendo maior liberdade ao prestador de serviços;
  • Se a empresa estiver insatisfeita com os serviços oferecidos, o contrato pode ser cancelado;

 

Desvantagens:

  • Assim como a empresa, se o prestador de serviços estiver insatisfeito, pode cancelar o contrato respeitando suas cláusulas; 
  • O profissional pode prestar serviços para diferentes empresas;

 

CLT – Consolidação das Leis do Trabalho

A contratação CLT garante ao empregado diversos direitos e deveres por parte do empregador, como: FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), 13º salário, férias remuneradas, previdência social, vale-refeição, entre outros.

Esse regime foi criado para evitar que empresários abusem dos seus empregados e que as leis sejam respeitadas garantindo o direito de cada membro de sua equipe.

Manter os empregados seguindo as regras da contratação CLT acarreta salários mais baixos, devido ao custo para manter o empregado, logo que o valor que sai do bolso do empregador é quase o dobro do salário estabelecido.

Confira as principais vantagens e desvantagens desse método de contratação:

 

Vantagens

  • Empregado com dedicação exclusiva para a empresa;
  • Alto custo para contratação e salários;
  • Em caso de demissão, o empregado pode realizar o saque do FGTS;
  • Auxílio-desemprego, de acordo com o tempo mínimo de trabalho registrado;
  • Se o empregado sair por conta própria, precisa cumprir com o aviso prévio;

 

Desvantagens 

  • Despesas que devem ser pagas para manter um funcionário nesse regime;
  • Oferecer salários menores por conta de despesas obrigatórias;
  • Se a empresa estiver insatisfeita com os serviços prestados pelo empregado, deverá informar a demissão e ser cumprido o aviso prévio ou o empregador precisa arcar com mais essa despesa;

 

Cada regime de contratação tem suas vantagens e desvantagens. A melhor forma de encontrar o modelo ideal para a sua empresa é avaliando o segmento e como é o relacionamento com a sua equipe.

Seja PJ ou CLT, uma boa relação trabalhista se constrói com muito respeito e confiança. Mas para a segurança de ambos os lados, é importante que o contrato seja bem escrito e ambos estejam cientes de suas regras e consequências.

 

Acompanhe o nosso blog e mantenha-se atualizado com dicas para auxiliar a sua empresa.

Converse pelo Whatsapp

Entraremos em contato assim que possível.